12 de julho de 2017

Acredite, não desista




As vezes as lágrimas chegam, e lavam seus olhos e seu rosto te dando a sensação de que você não é somente único, mas que também está só. As vezes carregamos na mente e nos ombros, não só o peso da nossa cabeça, mas o peso das nossas sentenças e das nossas fraquezas. E tem dias que tudo que acontece de bom, é poder sentar num canto da sala e chorar. Há dias em que estamos apenas cansados demais pra ir adiante, pra continuar, e o preço da liberdade é apenas o preço do mesmo vinho amargo que há na sua geladeira. E nesses dias, tudo que pensamos com sinceridade é sobre desistir. Eu sempre penso que não é errado ter fraquezas, ainda que elas deixem um rastro de aborrecimento. Não é ruim estar cansado, se deixar pegar no colo por um instante. As vezes eu acho que é isso que eu sempre precisei na vida. Por que ser forte o tempo inteiro... cansa. O que diriam aqueles que nos admiram, se nos vissem de joelhos, vencidos? Sua admiração ainda seria a mesma se eles vissem as nossas feridas? O que pensariam aqueles que nos têm muito respeito se soubessem que na verdade nossa luta diária é com um passado difícil? Eles ainda nos respeitariam? E aqueles que dizem nos amar? Será que ficariam do nosso lado, mesmo nas nossas horas difíceis? Eles ainda nos amariam mesmo diante da dificuldade, sem nos abandonar?  As vezes, enquanto as lágrimas lavam os olhos, nós desejamos conhecer o futuro férreamente, não é? E choramos com mais ênfase, quando damos de cara com uma espessa parede de concreto onde está escrito: "nada está garantido". Alguns de nós se senta em completo desespero, e prostrados declaram que podem esperar a mudança do tempo. Outros de nós pegam seus punhos e golpeando o destino, tentam mudar o que está escrito. E alguns poucos, mantém a fé, levantam a cabeça e percorrem a muralha, afim de achar a saída. Quando os maus sentimentos golpearem suas convicções mais firmes, tente não ter medo. Mas se o medo chegar, ou se ele já estiver escondido em algum canto de você, deixe ele vir e chore, segure ele, e mostre a ele a sua fé. Não pare se os outros pararem. Não desista, mesmo se for tão único e tão só. Acredite no seu coração. Se não te admirarem, se não te respeitarem, se não te amarem, lembre- se: "nada está garantido". Isso também quer dizer que após a tempestade, existe uma bonança. Que após as lágrimas, tem um alívio. Que onde braços se encolheram, outras mãos o acolherão. É por isso que, enquanto as vezes as lágrimas chegam, elas lavam seus olhos... pra você enxergar o que é realmente essencial, especial e verdadeiro na sua vida. Só vai passar o que não tem real importância, assim como uma dor ou um machucado, que seca e cura, e logo e nem vemos mais as cicatrizes.
Postar um comentário