19 de setembro de 2017

Rede Social de casal


Quem sou eu na fila do pão, viu gente? Mas como é estranho um casal ter a mesma rede social. O que é isso, é ciúme ou é amor? É estranho, a rede social tem o nome dos dois, os dois que usam, e eu acho estranho e acho uma invasão da privacidade do outro, mas o mundo não é sobre o que eu acho, não é mesmo? Se o casal está feliz assim, que assim seja. 

Eu e meu marido concordamos com isso, e muito embora nossas vidas sejam livros abertos, e nosso relacionamento baseado em confiança, nós não usamos rede social em conjunto, cada um tem a sua individualidade, porque nós entendemos que embora sejamos um casal, nós as vezes temos opiniões diferentes, e de fato somos diferentes, embora sejamos um casal. Ele é homem, gosta de futebol, eu sou mulher, prefiro moda, gosto de postar coisas sobre noiva, e ele sobre futebol, entre outras coisas que nos diferem, e isso é "ter individualidades". Estar junto com alguém e amar essa pessoa, e casar com ela e dormir com ela, implica que tomaremos decisões juntos, mas não implica que iremos ter vontade de "cagar" na mesma hora que o outro. Desculpa o exemplo, mas isso é um exemplo claro de individualidade. 
Eu e meu marido decidimos como empregar o dinheiro, o dinheiro o meu, e o dele, nós chamamos de nosso, e quando um tem uma necessidade, os dois conversam se essa necessidade deve ou não ser atendida, é como funciona. Porém o campo das decisões conjuntas tem seus limites, eu jamais vou impedir meu marido de aceitar uma mulher na rede social dele e impedir que ele converse com ela, pois eu entendo que pro meu marido a rede social é o trabalho dele, muito mais do que uma diversão, e outra, eu confio no homem que eu casei, igualmente meu marido confia em mim, quando nós achamos que devemos compartilhar um assunto um com o outro, isso acontece fluentemente, porém isso não interfere, nas coisas que são individuais, eu não obrigo ele a comer inhame, que ele odeia, assim como ele não me obriga a comer bife de fígado, que eu odeio, mas isso não nos impede de degustar essas comidas individualmente. Enfim, minha crítica não é contra ter rede social junto, minha crítica é quando um impede o outro de exercer sua liberdade e individualidade, por achar que quando casa, namora a pessoa vira dona da outra. E o casamento, o namoro, o noivado, não é sobre quem tem mais autoridade que o outro, não é sobre quem é dono do outro, o casamento, o noivado e o namoro,  é sobre o quando os dois são parceiros na vida, se não tem parceria, é melhor partir pra outra.  











Postar um comentário