4 de outubro de 2017

Você é único (a) pra mim


Quando eu conheci meu marido, em 2015, eu vinha me esgueirando de duas feridas, duas feridas de "inutilidade", que é quando você conhece alguém que parece que está te dando esperança, mas que por maldade ou por alienação, a pessoa puxa essa esperança como uma corda e te enforca até você sufocar, te tornando sentimentalmente inútil. E com isso, eu não queria mais conhecer ninguém, havia desistido. Pra mim, a vida sozinha começava até se mostrar bem prática. Então um dia, eu tive a oportunidade de bater um papo com meu marido, até então uma pessoa que eu acabava de conhecer, e ali eu pude ver o quanto ele era especial, o quanto ele era diferente das outras pessoas ao meu redor. E me fez tão bem, saber que existia no mundo alguém como ele, que eu abri meu coração, fui ser feliz e hoje ele é a pessoa mais importante da minha vida! Foi tudo uma questão de abrir meu coração pra pessoa certa. 

Postar um comentário