3 de novembro de 2017

Sobre estar exposto


Li um texto essa manhã, uma fofoca sobre uma moça muito famosa chamada Kylie Jenner, ela é da família Kardashian, irmã da famosa kin Kardashian, de uma família que tornou sua privacidade num reality show de longa data, mas isso não vem ao caso. A Kylie como eu ia dizendo, acabou de dar a luz a uma linda garotinha, o interessante da história, é que ao longo dos meses que se passaram, que levantaram varias hipóteses sobre ela estar grávida, ela simplesmente manteve tudo bem escondido, as pessoas apenas supunham que ela estava gerando uma outra vida, sua carreira como rainha das “selfies”, e uma carreira voltada ao mundo da beleza, se mantiveram, mas sua barriga não foi vista. A privacidade de seu bebê foi amplamente protegida, só sendo revelada a gravidez pouco tempo antes do bebê nascer. O texto que eu li me fez pensar numa coisa muito assustadora que vem permeando minha mente há meses e eu ainda não tinha me dado conta, a Kylie, imbuída do seu instinto materno protegeu sua filha dos holofotes de paparazzi e do mundo das selfies, ela protegeu a filha do mundo onde elas habitam, que é um mundo no qual ela está em voga, e protegeu a filha dela mesma, já que ela vive da propaganda de si mesma. Talvez Kylie tenha se deparado com as perguntas que não nos fazemos usualmente sobre toda a exposição que a internet proporciona, por seu instinto materno: “quem olha minhas fotos?”, “com que intenção olha minhas fotos?”, “com inveja?”, “com ódio?”, “desejando o quê?”, e eu admito que no momento que pensei nessas perguntas, tive não só medo, como pavor, fui tomada de uma vontade enorme de excluir minhas redes sociais. Porque se a gente para pra pensar, é estranho estar tão exposto, e nunca saber o que quem te vê está conjecturando ao seu respeito, e não é algo que gostamos de pensar, o fato de existir alguém nos odiando, ou nos amaldiçoando por que postamos uma simples foto. Queremos pensar que somos sempre queridos e que quem nos curte realmente se importa conosco, mas eu cresci bastante e sei que nada na internet é realmente o que parece ser. Então tá, só queria dividir essa reflexão. Sejam bonzinhos e tenham uma boa tarde!
Postar um comentário